Logomarca Downs Master

Você Sabia? - O pêndulo de foucault

16/08/2015 Artigos 875

Hoje, já é globalmente sabido, e comprovado de que a terra gira em torno do sol no movimento de translação, e de que a mesma gira em torno de seu eixo, no movimento chamado de rotação.

Mas nem sempre foi assim. Séculos atrás, a ciência era constantemente barrada por entidades conservadoras da época, impondo sua declarada “verdade” sobre todos aqueles que à contrariassem. Um bom exemplo dessas imposições, é o caso de Galileu Galilei e a igreja. Grande físico e astrônomo, Galileu viveu numa época em que a única visão cosmológica aceita era a de Ptolomeu, que afirmava que a terra era o centro do universo, e que os astros a circundavam. Esse era também o modelo cosmológico aceito pela igreja, e defendida como dogma até então.

Porém, um século antes de Galileu, Nicolau Copérnico propôs a teoria heliocêntrica – relacionado ao hélio, principal elemento criado pelo sol, usando da fusão nuclear - que afirmava que na verdade, era a terra que orbitava o sol, e não o contrário. Logo, colocava a baixo a crença de que fossemos o centro do universo e que tudo estava a nossa volta.

Obviamente, tal teoria não era aceita pela igreja, que monopolizava o domínio político da época, obrigando assim a punir todos “hereges” que adotassem essa ideia, ou mesmo que tentassem prova-la como verdadeira.

Esse é um assunto muito vasto, que pode ser encontrado em mais abrangência em livros e artigos, logo não cabe neste post.

Felizmente, passada a idade das trévas, a ciência finalmente começou a fluorescer, trazendo a público ideias como a teoria geral da relatividade de Einstein, que veio mais tarde depois de varias descobertas tais quais a de Foucault.

Mas o que é o Pêndulo de Foucault, afinal?

Durante muitos anos, foi um desafio para os cientistas visualizarem o efeito da rotação da terra, essa era uma evidência visual que era quase impossível de conseguir naquela época, muitos tentaram de diversas formas diferentes visualizar e/ou calcular sua rotação. Como por exemplo, alguns tentavam atirar bolas de canhões em direção a estratosfera, e calcular sua curvatura em direção ao chão, tentando dessa forma obter a diferença entre a velocidade da bala ao cair e a rotação da terra.

Mas, em 1851 Jean Bernard Léon Foucault, apresentou a rotação da terra ao público de paris no Panthéon, através de um experimento utilizando um pêndulo (vou chegar lá) – vale a pena pesquisar um pouco mais para ver como foram os passos pelos quais Foucault passou até chegar na sua conclusão final com o pêndulo, mas, vamos ao que interessa:

O experimento, consistia no seguinte: Um pêndulo pesando 28 quilogramas foi fixado no teto do Panthéon em paris, seguro por uma corda de 67 metros de altura. O mesmo foi amarrado na extremidade de uma estrutura circular, de vários metros de diâmetro, e, para dar inicio ao experimento, a corda que segurava o pêndulo foi queimada. Fazendo com que o peso do pêndulo fosse liberado sobre a plataforma.

De acordo com seus cálculos, a trajetória do pêndulo deveria variar de acordo com a latitude em que fosse liberada. Dessa forma, o pêndulo daria uma volta completa (360º) no período de 24 horas, se fosse armado exatamente no eixo da terra, - no polo norte - ou seja: o tempo de rotação da terra. Por outro lado, se o mesmo pêndulo fosse posto para funcionar na linha do equador, ele continuaria a oscilar durante horas a fio, porém não faria a rotação prevista.

O que na verdade acontece, não é que o pêndulo gire, mas na verdade a terra. O que o pêndulo faz é tentar ao máximo, continuar suas oscilações para frente e para trás, mas devido a força de Coriólis – teoria também comprovada por esse experimento – é possível observar facilmente a rotação do pêndulo, muito embora demore muito tempo, para ser completada.

Foucault, também foi o responsável por diversas outras experiências, e criações, como por exemplo o Giroscópio, muito utilizado atualmente na área da aviação, para navegação de um modo geral, mas esse é um tópico que eu posso abordar em outro post.

Aqui está um vídeo, do canal The Gentleman Physicist, onde o mesmo mostra como medir a distância entre o local em que está sendo utilizado o Pêndulo e o polo norte; Saber se você está no hemisfério norte ou no sul, e também, como medir sua latitude em relação ao eixo da terra. Espero que gostem:

Bom, essa foi a minha explicação sobre o que é o pêndulo de foucault. Espero que tenham gostado. E até o próximo: Você sabia?

Comentários