Logomarca Downs Master

Entre a preguiça e a objetividade

16/08/2015 Artigos 940

PreguiçosoSe você está começando agora a trabalhar com web; encontrou um vídeo meu na internet, ou talvez de algum outro desenvolvedor e se interessou pela área, esse texto é para você. Mas ele é ao mesmo tempo para os meus mais de dois mil assinantes do canal do Youtube, para os mais de mil seguidores da fanpage no Facebook, e os meus outros milhares de internautas interessados em aprender programação, design ou qualquer outra área de TI que acessam meu site diariamente.

   Entre meus quase cinco anos trabalhando com programação pra web, sempre me deparei com situações difíceis. E não somente em se tratando de conseguir resolver um problema de lógica em um código que está dando um FATAL ERROR. E, vocês sabem bem, o quão chato isso pode ser.  Mas estou me referindo a situações do cotidiano: A pouca divulgação de programadores aqui na minha cidade, que acaba gerando um fluxo ínfimo de projetos, e quando se consegue um; o cliente podia não aceitar o valor do projeto, ou mesmo pedir para fazer mudanças enquanto o mesmo está em desenvolvimento.  Todas essas situações eram estressantes e desanimadoras. E acredite em mim, você, a quem me referi no inicio deste texto que está começando a trabalhar com isso agora, com certeza vai passar por tais circunstâncias.
   Entretanto nada se compara a preguiça e a falta de objetividade. Em uma conversa com o David CHC e o Samuel Rodrigues outro dia discutimos sobre a questão da disposição que é necessário ter para continuar nessa área. Afinal não é nada simples guardar na memoria diversos comandos PHP e usa-los de forma lógica em um projeto que vai requerer de você um tempo enorme para digitar linhas e mais linhas de código de forma a fazer possível a existência de um sistema que você tinha em mente. E diante desta questão o Samuel havia comentado que as vezes não tem esta citada disposição pra programar por conta própria, gravando vídeos ou mesmo de forma profissional.

   Respondi que para conseguir a tão desejada disposição é necessário ter essencialmente quatro coisas: Energia, criatividade, curiosidade e objetividade.

   A curiosidade: Vai servir de combustível para a sua energia. Ela vai permitir que você procure assuntos novos que satisfaçam a sua ânsia por conteúdo. Pois vai chegar um momento em que você vai sentir como se não existisse muito mais o que pudesse acrescentar ao seu conhecimento de forma a tornar a atividade de programar menos repetitiva. Com a curiosidade, você aprende formas novas de chegar aos resultados desejados.

    A criatividade: Uma vez que sua curiosidade influenciou a sua energia para procurar assuntos novos. Cabe a você usar o seu editor de texto como um laboratório, de fato. Invente coisas novas. Se você tem uma ideia maluca não tenha medo de coloca-la no browser. Você nunca vai saber se funciona se deixar isso só na sua cabeça.
E por ultimo mas não menos importante: Objetividade.

    A objetividade vai te permitir desvencilhar-se daquele sentimento de pessimismo e rejeição para com determinado conteúdo. Por exemplo: Eu mesmo já pensei de forma negativa com relação a Frameworks e CMS e até mesmo com relação a Design Responsivo. Eu pensava: O design responsivo não é uma atualização de todo útil. Um usuário que acessa meu site, acessa-o a fim de assistir meus vídeos e desenvolver junto o que é ensinado em aula. Alguém que acessa pelo tablet ou smartphone não vai poder digitar os comandos em um editor de texto e rodar o PHP no celular pra testar a aplicação.

    Porém esse não é o ponto. Trata-se da acessibilidade. Quanto mais possibilidades houverem para seu conteúdo ser mais facilmente alcançado, mais vantagem você terá. E isso sem contar que existem pessoas que não necessariamente assistem a meus vídeos PRONTAMENTE com o editor aberto. Muitos assistem para ter uma ideia do conteúdo pelo celular ou tablet, e assistem novamente para criar a aplicação junto com o vídeo.

Resumindo: Use essas dicas para melhorar sua performance como desenvolvedor. Pratique bastante a objetividade. Ela é a parte mais difícil dessas quatro diretrizes, pois querendo ou não, você vai olhar torto para novidades. 


Comentários

Josimar disse:

É Lucas ótimo artigo, curiosidade, criatividade, objetivo, foco, e persistência esses são os ingredientes para área de T.I tanto, em: Back End e Front End. eu não gosto de CMS, mais na agência onde trabalho só usam CMS, Joomla e WordPress. gosto de criar sites do zero, com isso aprendo mais, digitar códigos limpos, Css3, hml5 e Jquery, e gosto de PHP também. parabéns pelo artigo é isso ai !

Lucas Silva disse:

Valeu Josimar :)

josimar disse:

sucesso!